Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades e as informações desenvolvidas por nossos especialistas na área de gestão e ERP

Tenho ciência e concordo que meus dados aqui informados poderão ser utilizados pela VIMAN Sistemas de acordo com os termos apresentados na Política de Privacidade

Inspeção de Qualidade: o primeiro passo

para uma Gestão da Qualidade Eficaz

POR VIMAN SISTEMAS | Publicado em 28 de dezembro de 2020

Vamos voltar um pouco no tempo? Mais precisamente, lembre-se quando foi a última vez que você comprou aquele tão sonhado produto pela internet. Imagine agora a cena do interfone da sua casa tocando, você atendendo e logo saindo para receber a encomenda!

Aí você “examina” a embalagem para se certificar de que não há violações que possam comprometer a compra e estragar este momento. O próximo passo é a abertura desta embalagem e o primeiro contato com o produto.

Novamente, você faz uma breve “avaliação” se tudo está em perfeito estado físico e de funcionamento. Uau! Que sensação boa, não é mesmo?

Essa pequena história ilustra que nós, na posição de consumidores finais, a todo momento fazemos – mesmo que de forma inconsciente – uma Inspeção de Qualidade dos produtos que consumimos.

Seja escolhendo frutas nas gôndolas do supermercado, na farmácia, na sapataria e até mesmo no restaurante, o olhar final do consumidor sempre fecha o ciclo na cadeia produtiva. E isso é positivo para entender como funciona a outra ponta dessa cadeia.

- Inspeção de Qualidade: o Elemento-chave do Controle de Qualidade

- Iniciando a Inspeção de Qualidade

- Os tipos de Inspeção de Qualidade

- Classificação dos Defeitos

- Qual a Fração de Produtos que precisa ser Inspecionada?

- Devo Inspecionar todos os Pedidos ou Lotes?

- Por que fazer uma Inspeção de Qualidade dos Produtos?

- Software ERP VIMAN e o Processo de Inspeção de Qualidade

Continue lendo, agora vamos aprofundar um pouco mais esse tema e analisar a Inspeção de Qualidade de um Produto como parte fundamental dentro de um processo industrial, bem como na área de distribuição de materiais para a área da saúde, entender as formas de inspeção e demais particularidades que fazem parte desse controle de qualidade!

Inspeção de Qualidade: o Elemento-chave do Controle de Qualidade

Basicamente, as Inspeções de Produto permitem que as empresas verifiquem a qualidade dos produtos ainda no chão de fábrica – em diferentes estágios do processo de produção – e antes de seu envio ao comprador.

Por definição, segundo a ISO 2859, uma inspeção de qualidade é uma atividade voltada para:

• medir, examinar, testar uma ou medir uma ou mais características de um produto e comparar os resultados com os requisitos especificados;

• com o objetivo de estabelecer se há conformidade para cada característica estabelecida.

Ela visa garantir que seus clientes recebam a mercadoria que encomendaram, para ser revendida no varejo/atacado ou apenas usada como um componente em uma fabricação posterior, atendendo a um conjunto de especificações e requisitos para cumprir o propósito a que se destina.

Na função de comprador, sua empresa também precisa avaliar e monitorar a qualidade dos insumos recebidos de seus fornecedores, que irão impactar diretamente na linha de produção e na qualidade dos produtos fabricados.

Iniciando a Inspeção de Qualidade

O primeiro passo para fazer corretamente inspeções de qualidade dos produtos é conhecer bem o seu mercado de atuação e suas regras, analisar a legislação do setor em que o produto e o processo estão inseridos, as normas para recall ou insumos autorizados para utilização. No segmento de distribuição de produtos para a área da saúde, por exemplo, inspeções são realizadas continuamente antes do envio e após o recebimento dos materiais de cada cirurgia.

A parte racional do trabalho é colher amostras para avaliação, levando-se em consideração uma lista de verificação. Os produtos devem ser feitos com base em uma especificação acordada, correto? A produção está de acordo com essas especificações?

A abordagem típica é usar essas especificações como uma lista de verificação para orientar o processo de controle.

• Procurando sinais de danos

• Aparência, rotulagem e embalagem

• Verificar se o produto funciona como deveria

• Verificando as dimensões do produto

• Testes de segurança

Sua empresa ainda pode ter requisitos específicos que precisam ser verificados, como um teste de queda ou teste à prova d’água, por exemplo.

Com a adição de um pouco do nosso lado emocional, essa tarefa será melhor executada. Para isso, basta se colocar no lugar e pensar como um consumidor final (a sensação vivida lá no começo da história do texto). Se isso for vendido a terceiros, pode criar algum problema futuro? A peça vai precisar ser reprocessada ou montada posteriormente? Como o consumidor vai se sentir ao receber um produto que não seja o esperado?

Os tipos de Inspeção de Qualidade

Os procedimentos de inspeção de qualidade normalmente adotados pelas indústrias para medir o desempenho de seus produtos são:

• Inspeção de Pré-produção: é realizada após o recebimento das matérias-primas pela fábrica, antes de iniciar a produção. Ela pode ajudá-lo a verificar se os materiais usados atendem aos seus padrões, bem como a verificar um protótipo ou garantir que a fábrica esteja pronta para produção.

• Inspeção de Produção: realizada durante a produção, é conduzida assim que 20% de seus produtos forem concluídos. A realização de inspeções neste estágio inicial permite que você identifique os problemas mais cedo. Também ajuda a evitar atrasos no processo. Se você está produzindo grandes volumes ou está com pouco tempo, isso pode ser ideal.

• Inspeção de Pré-embarque: também conhecida por pós-produção, é o tipo de inspeção mais comum, feita quando 100% dos seus produtos estão prontos e pelo menos 80% são embalados. Permitem que sua empresa verifique a qualidade e garanta que os produtos acabados atendam às suas especificações antes de serem enviados aos clientes.

• Inspeção de Carregamento de Contêiner: familiar para as empresas que possuem clientes no exterior, essas inspeções ajudam a verificar e manter 100% da carga produzida e embalada dentro dos padrões estabelecidos, durante e etapa do carregamento para o contêiner.

• Inspeção de Classificação: ocorre se você descobrir um problema que afeta uma porcentagem significativa das unidades produzidas. A realização de uma inspeção de classificação permite separar todas as unidades com defeito e obter uma contagem exata das boas. Dessa forma, você pode seguir em frente apenas com os produtos aceitáveis.

Já nas importadoras e distribuidoras de materiais cirúrgicos – OPME e correlatos –, no qual os materiais vão e voltam de cirurgia, basicamente há 3 tipos de inspeção:

• Inspeção no Recebimento dos Materiais: inspeção realizada na entrega dos materiais por parte do fornecedor, para avaliar se estão de acordo com o que foi solicitado, devidamente embalados e dentro dos requisitos para comercialização.

• Inspeção no Envio dos Materiais: realizada quando os materiais estão separados para serem enviados à cirurgia, com o intuito de avaliar se há atendimento aos requisitos de qualidade para o respectivo procedimento.

• Inspeção no Retorno dos Materiais: visa avaliar se os materiais abertos e não utilizados foram devidamente esterilizados após a cirurgia, se ainda estão em condições de uso e se não foram danificados, validade vencida, entre outros.

Classificação dos Defeitos

Em essência, existem diferentes maneiras de classificar os defeitos. Os três tipos de defeitos são principais, secundários e críticos. Quando estiver desenvolvendo seus padrões de qualidade e criando uma lista de verificação de inspeção, você precisará defini-los. Em uma inspeção padrão, você geralmente terá os seguintes limites em vigor:

Defeitos Principais

2,5% no máximo

Defeitos Secundários

4,0% no máximo

Defeitos Críticos

0% no máximo

Os defeitos principais são aqueles que tornam seu item invendável, enquanto os defeitos secundários apenas desviam ligeiramente de suas especificações. Os defeitos críticos são aqueles que podem ser prejudiciais aos consumidores. Se forem encontradas mais do que as porcentagens acima, seu pedido será reprovado na inspeção.

Na área de materiais para a saúde, o tratamento é mais simples, dado como produto conforme ou não conforme e, neste segundo caso, há a necessidade de justificativa do tipo de não conformidade – embalagem violada, validade vencida, sucateamento ou retorno ao fabricante – dentre outras, além da definição de quais medidas preventivas e corretivas devem ser tomadas.

Qual a Fração de Produtos que precisa ser Inspecionada?

O número depende de alguns fatores, mas em geral a inspeção deve ocorrer em cerca de 10% a 20% do pedido, que normalmente é um tamanho de amostra grande o suficiente para apontar quaisquer problemas. Uma inspeção completa inclui todo o pedido, e isso leva muito mais tempo, é claro. Na indústria, normalmente, inspecionar uma amostra é o suficiente para mostrar quaisquer áreas de preocupação no pedido geral.

Devo Inspecionar todos os Pedidos ou Lotes?

Eliminar a inspeção dos pedidos subsequentes – após a realização no primeiro pedido – é uma suposição um tanto quanto equivocada. A recomendação é para que todos os pedidos sejam inspecionados, mesmo que você tenha recebido produtos de boa qualidade do fabricante anteriormente.

O custo de inspeção é muito barato e garantir que a sua empresa não fique com um pedido abaixo do padrão estabelecido pelo mercado.

Por que fazer uma Inspeção de Qualidade dos Produtos?

• Garanta a qualidade do produto em todas as fases de produção

• Verifique a qualidade na fonte e não pague por produtos defeituosos

• Evite recalls e danos à reputação

• Antecipe atrasos na produção e no envio

• Otimize seu orçamento de controle de qualidade

• Garanta a segurança do produto antes do envio

• Minimize a quantidade de mercadoria com defeito

• Reduza as reclamações dos clientes devido a produtos inferiores

• Detectar mercadorias contendo componentes não padronizados ou não compatíveis

Software ERP VIMAN e o Processo

de Inspeção de Qualidade

Não importa qual seja o segmento de atuação da sua empresa, o mercado está enfrentando altos índices de concorrência em todas as áreas. Avaliar e monitorar a qualidade dos produtos na linha de produção ou na entrada do estoque reduz qualquer possibilidade de efeitos negativos frente aos clientes.

Os Softwares de Gestão VS|INDUSTRIAL e VS|OPME mantém os critérios abrangentes e necessários para a sua empresa realizar as inspeções em todos os produtos, cobrindo suas funções, desempenho, aparência geral e suas dimensões.

• Planejamento e inspeção da entrada dos materiais para a produção;

• Inspeção dos produtos acabados ao final da linha de produção;

• Qualificação dos fornecedores com base nas remessas de insumos recebidas, levantar oportunidades escondidas e mitigar riscos;

• Monitoramento de ações corretivas e preventivas decorrentes das operações;

• Geração de relatórios de não conformidades em cada etapa de inspeção;

• Manutenção de listas de verificação com os padrões de qualidade estabelecidos.

O objetivo das inspeções é manter seus clientes sempre satisfeitos e obter novos pedidos no futuro. Você pode até fechar os olhos para as inspeções de qualidade, mas os impactos de fazê-las de maneira desestruturada serão difíceis de ignorar.

As Inspeções de Qualidade são o início de uma Gestão da Qualidade eficiente, pois trazem informações que formam os indicadores de sustentabilidade para uma tomada de decisão alinhada às estratégias do negócio.

Quer receber mais dicas como essa diretamente em seu e-mail para impulsionar os resultados da sua empresa? Inscreva-se para receber a nossa newsletter e fique por dentro dos modernos métodos e tecnologia em gestão!

Insira seu nome e e-mail para baixar esse conteúdo gratuitamente

EBOOK Gratuito

Tenho ciência e concordo que meus dados aqui informados poderão ser utilizados pela VIMAN Sistemas de acordo com os termos apresentados na Política de Privacidade

Te ajuda a crescer: SIM 👍 | Spam: NÃO 👎

Facebook Twitter Twitter